Coronel Mello, morador do Recreio, assume 31º BPM

Matérias - novembro de 2017

Após 3 anos de comando do Tenente Coronel Sérgio Schalloni, o 31 º BPM recebeu mês passado um novo comandante, agora com Tenente Coronel Mello. Vindo do 10º Batalhão, em Piraí, Mello passou pelo setor de investigação criminal da corporação; pela escola de formação de oficiais em Sulacap, pelo Comando do Estado Maior, além de ter comandado o Sul Fluminense do Estado por vários anos. Oficial de carreira, morador do Recreio, recebeu a equipe do Jornal do Recreio para uma conversa bem amistosa. Bem articulado e de fácil eloquência Mello deixou um vídeo bem atencioso em nosso site. Passa lá:

1) O Sr é morador da região, o que poderia dizer aos moradores como cartão de visitas?

R: Olha, serei cliente do meu próprio serviço e fiscal também porque não? O maior desafio será tentar manter os projetos do comando anterior. Apesar de estarmos vivendo uma crise econômica e política grave, um verdadeiro caos que afeta a nossa mancha criminal de uma certa forma.Temos números bons analisando tecnicamente. Vi  que os números de assalto a transeuntes estão diminuindo, apesar de altos ao longo do ano, segundo os dados da Secretaria de Segurança Pública.

2) E o que pode ser feito para a mudança desse quadro?

R: Olha, estamos entrando numa época crítica para o policiamento ostensivo porque vem as festas de fim de ano, junto com os fins de semana com praias cheias. E o efetivo precisa atender essa demanda. Tentarei junto com o Tenente Joubert que faz as análises do sistema de metas para ver se conseguimos implementar o POG que deslocaria um policial a pé junto com um Guarda Municipal. Isso amplia minha área de atuação na região, otimizando meu efetivo. Agora, o morador precisa colaborar também. Eu por diversas vezes ao entrar no meu condomínio aqui no Recreio vi moradores dentro de seus carros olhando whats app com portão aberto. Não vivemos mais nesse mundo de tranquilidade. O bairro cresceu, o estímulo ao consumo idem e as desigualdades sociais estão cada vez maiores. Isso vale para os porteiros que não prestam atenção em quem entra e quem sai do prédio. Isso vale para as pessoas que andam desatentas nos transportes públicos olhando a tela do celular. Não digo que se precisa viver com medo, aliás é uma necessidade do ser humano andar com segurança, só friso que não podemos nos dar mais ao luxo de achar que a rua é a extensão de nossas casas. Não podemos resolver o problema da criminalidade somente com polícia.

3) É coincidência nossos últimos comandantes virem do interior?

R: Pelo menos no meu caso e do meu antecessor foi uma grata coincidência, meu amigo desde os tempos dos cursos internos. Fizemos até curso de aperfeiçoamento na Espanha.

4) Vamos ter mais policiais nas ruas apesar da crise do Estado?

R: Vou me empenhar para isso. Não tenho interesse em ter os meus oficiais aqui no Batalhão. Preciso descentralizar esse efetivo e dar mais comando aos meus tenentes e capitães. Para isso, preciso otimizar as minhas Companhias. Na Cidade das Artes, temos duas coexistindo no mesmo espaço físico. Sei que as associações de moradores do Recreio e Vargens conseguiram uns terrenos e vou dar atenção a esse tema.


 

O novo comandante do 31 BPM é morador do
Recreio e deixou telefone para o morador
Whats app 97507 4962 31BPM

Busca



Publicidade