Auto News

Melhor que van

Auto News - Matérias - Abril de 2018

Quando o 3008 da Peugeot foi lançado ano passado já causou impacto não só pelo design e beleza da SUV mas também pelo conjunto de tecnologia embarcada. Agora, para brigar no segmento do Equinox da Chevrolet a marca francesa traz o 5008. O crossover de sete lugares chega em duas versões: Griffe e Griffe Pack. Elas custam respectivamente R$ 157.490 e R$ 166.490. Com 4,64 m de comprimento, 1,84 m de largura, 1,64 m de altura e 2,84 m de entre-eixos, o modelo é 20 cm maior que o 3008, com o qual compartilha quase tudo, exceto alguns detalhes de estilo e a configuração de assentos. Na foto, parecem até irmãos gêmeos mas do meio para trás é bem diferente.
O com motor 1.6 THP de 165 cv a 6.000 rpm e 24,5 kgfm a 1.400 rpm, tendo ainda transmissão automática de seis velocidades, igual ao 3008. O entre-eixos é longo e utiliza basicamente a mesma estrutura básica do Citroën Grand C4 Picasso, oferecendo assim bom espaço interno para acomodar bem uma família grande. Com todos os assentos ocupados, o 5008 tem ainda 237 litros no porta-malas, que pode chegar a 2.150 litros com todos os bancos rebatidos. É maior da categoria.


A frente é elevada e dotada de vincos bem pronunciados, e com faróis full LED com diodos emissores de luz para os DRL´s e grade com ângulo negativo. Faróis de neblina, rodas de liga leve aro 19 polegadas e proteção nas saias de rodas com cromados laterais chamam atenção. As portas traseiras são maiores, bem como vigias laterais. As colunas D são mais verticais e estreitas, sustentando uma das bases do arco cromado que passa sobre as janelas. A traseira é mais truncada e conta com lanternas em LED exclusivas, que igualmente representam as garras do leão. O para-choque também é mais proeminente.
Por dentro um capricho só como são os carros franceses, o i-Cockpit 2.0 com tela digital e configurável de 12,3 polegadas, bem como multimídia com Google Android Auto e Apple Car Play. Além disso, o modelo vem com alavanca de marchas eletrônica, freio de estacionamento elétrico, compartimento refrigerado com 32 litros, botão de partida, volante multifuncional em formato hexagonal, acabamento em tecidos no painel e portas, bancos em couro, assentos dianteiros com cinco tipos de massagem, teto solar panorâmico, entre outros. Vai uma massagem?
Na segunda fileira tem três bancos individuais e modulares forrados em couro podem ser dobrados e deslocados à frente sobre trilhos ou recolhidos para ampliar

o bagageiro, que é dos maiores da categoria. São 700 litros em posição normal e até 780 litros com a segunda fila posicionada mais à frente. Grandinho não? Há duas mesinhas do tipo aviação e a coluna traseira, mais alta e “quadrada” em relação ao 3008, e que deixou o vão das cabeças maior e mantém o bom espaço na terceira fileira, cujos assentos são escamoteáveis. O espaço para as pernas no fundo não é generoso como na segunda fileira, normal nessas configuração de 7 lugares já que eles ficam escondidos. O capricho é latente, desde o couro nos bancos com costura pespontada e ótima ergonomia aos detalhes metálicos e em tecido nos forros das portas e no painel. Não é exagero dizer que sua cabine é uma das mais ricas da classe em acabamento. O painel é voltado ao motorista e mantém a proposta de se fazer de cockpit, com o console entre os bancos também inclinado à esquerda, quase envolvendo o banco do condutor. De zero a 100 km/h em 9,4 segundos e levou 4,9 segundos para retomar de 60 km/h a 100 km/h. Quem olhar para o desempenho do Chevrolet Equinox, pode achar que faltou um pouco de pulmão ao 5008 ainda vendo o comercial do Felipe Massa na TV mas o 5008 2.0 turbo de até 262 cv e 37 kgfm de torque, cravou 7,4 segundos no zero a 100 km/h e foi de 60 km/h a 100 km/h em rápidos 3,5 segundos. E aí?

Busca



Publicidade