Um passeio deslumbrante

Matérias - janeiro de 2019

O verão chegou pra valer prometendo ser daqueles bem específicos com temperaturas altas e chuvas fortes. Em dias de praia, enquanto muitos ficam encarando horas de trânsito e engarrafamentos pelas vias de acesso á orla, os moradores de dois condomínios tradicionais da região curtem, além da praia, um passeio digno de viagem ao exterior.
Para quem mora no Barra Sul e Pontões da Barra nem sabe o que é estresse de ir à praia já que contam com um sistema de tráfego de balsas que os levam até a paradisíaca praia da Reserva, quase um recanto particular, já que não conta com estacionamento disponível traduzindo num pequeno pedaço exclusivo para curtir o sol saárico que vem fazendo.
Pegamos o transporte num dia de semana de sol. Optamos pela EcoBalsas que implantou o serviço em meados de 2013 e causou até certa polêmica, já que veio para disputar o nicho de mercado até então dominado pela Barra Balsas. Hoje, as duas empresas fornecem o serviço de travessia sem problemas e o valor debitado no condomínio dos moradores. Na passagem de ano, forneceram o serviço na madrugada cobrando R$ 25 na hora e R$ 15 antecipado.
A mais antiga é a Barra Balsas que através do visionário Sr. Carneiro percebeu que não havia travessia até a praia via-lagoa e apenas alguns surfistas se aventuravam a pegar suas pranchas e desafiar trecho cheio de jacarés-de-papo-amarelo até a margem e poder dropar as famosas ondas da laje do Barra Sul que fica logo ali em frente, pico famoso entre os surfistas. Durante o ano letivo, passeios ecológicos e visitas à restinga e meio ambiente orientado por biólogos também são oferecidos além de festas particulares e passeios exclusivos. Para isso basta acessar os dois sites das empresas que oferecem:
www.barrabalsas.com.br(2498-2587)) e ecobalsas.com.br(97002-1899). O passeio em si é deslumbrante. Pegamos uma carona com o ‘piloto’ Juan, muito simpático, há 4 anos fazendo a travessia. Juan nos contou que em ‘verões’ passados já atravessou mais turistas e , hoje, somente os moradores pegam o serviço, mas que vem diminuindo a cada dia. Apesar da paisagem linda, conta que em dias de chuva, nem pescador faz o percurso. No site do jornal tem um vídeo e mais fotos desse paraíso.

Busca



Publicidade